Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Carapalha: TG12 entrega cheque para desfibrilhador à associação do bairro

José Júlio Cruz - 11/07/2018 - 16:36

A tertúlia gastronómica volta a apoiar um projeto de cariz social na cidade. Formação irá abranger duas dezenas de pessoas.

Elementos do grupo e da associação no final da cerimónia. FOTO jornal Reconquista

A Associação Cultural e Desportiva da Carapalha revelou em conferência de imprensa realizada na passada segunda-feira, dia 9, na sua sede o resultado da parceria que este ano foi efetuada com a tertúlia gastronómica TG12 no sentido de possibilitar a esta associação a aquisição de um desfibrilhador.

Nesta cerimónia, os responsáveis pela TG12 procederam à entrega do valor resultante da realização da sua «Sardinhada Solidária» que se realizou no passado dia 23 de junho e que contou com o apoio de diversas empresas e particulares.

José Perquilhas, presidente da associação daquele popular bairro albicastrense, enalteceu a iniciativa em favor da entidade que dirige, prometendo dar continuidade ao projeto que esteve por trás desta entrega. "As verbas angariadas vão ser aplicadas num aparelho de suporte vital de vida e iremos proceder à respetiva formação de pessoas para que fiquem habilitadas à sua utilização, o que sinceramente esperamos nunca venha a ser preciso", disse o responsável associativo, referindo também que "este gesto é para nós bastante significativo porque constitui uma grande confiança em nós depositada por parte da TG12".

José Mocito, arquiteto, preside à tertúlia gastronómica responsável pela implementação destes projetos sociais de há dez anos a esta parte. Em seu entender, "a realização das sardinhadas solidárias para ajudar a execução deste tipo de projetos na nossa cidade tem como objetivo beneficiar o maior número de pessoas possível, como é o caso aqui hoje na Carapalha".

"Fazemos um esforço junto de diversas empresas e de pessoas em nome individual para que logisticamente não tenhamos encargos com a realização da sardinhada solidária, para que todas as verbas angariadas sejam efetivamente entregues aos projetos apoiados", explicou na mesma ocasião. Liga Portuguesa Contra o Cancro, APPACDM, Casa de Santa Zita, Cruz Vermelha, Associação do Cansado e Santa Casa da Misericórdia, entre outras, são algumas das entidades apoiadas até ao momento em anos anteriores.

Paula Teixeira, representante nesta cerimónia da Freguesia de Castelo Branco, destacou precisamente a envolvência destas ações de solidariedade e entreajuda com a comunidade albicastrense, "parcerias e projetos que têm de ser louvados pela forma como as pessoas e as entidades se conseguem juntar, com amor à camisola, transformando a amizade e a gastronomia em ações de solidariedade", como frisou.

João Reis, presidente da Assembleia Geral da Associação da Carapalha, encerrou a cerimónia lembrando a importância da ação de formação que se segue, envolvendo duas dezenas de pessoas, para a eventual utilização do desfibrilhador que irá ser adquirido.

COMENTÁRIOS