Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Castelo Branco: Barbaído homenageia professora Imelda

Reconquista - 26/05/2018 - 11:50

A ideia da organização partiu de um grupo de antigos alunos desta professora e contou com o entusiasmo e colaboração da população em geral.

Imelda de Jesus voltou à antiga escola. Foto DR

A população do Barbaído e um grupo de antigos alunos de Imelda de Jesus juntou-se para uma homenagem à professora, no dia em que fez 89 anos.

A festa decorreu na antiga escola primária desta localidade albicastrense, que pertence à União de Freguesias de Freixial do Campo e Juncal do Campo.

A ideia da organização “partiu de um grupo de antigos alunos desta professora e contou com o entusiasmo e colaboração da população em geral”, conta Iris Pais, antiga aluna de Imelda de Jesus e também ela professora.

“Esta grande senhora poderia ter sido apenas mais uma professora que por ali passou, tal como vários outros passaram antes dela e alguns ainda passaram depois. No entanto, nada disso aconteceu, pois ela marcou esta terra e as suas gentes para sempre. Uma das provas dessa marca foi o grupo de pessoas que ali se reuniu para a homenagear”, relata.

Imelda de Jesus chegou à escola do Barbaído em 1976 e continua dedicada à localidade mesmo depois da aposentação, como catequista.

Durante vários anos foi também “a única pessoa que permitiu a estas gentes ter acesso à celebração dominical da Palavra de Deus quando não havia Eucaristia”.

A festa que contou com a presença da presidente da União de Freguesias de Freixial e Juncal teve início com uma missa presidida pelo padre Agostinho Dias.

Seguiu-se uma visita a pé à antiga escola, que é hoje a casa da Associação Cultural e Recreativa de Barbaído.

Foi lá que Imelda de Jesus recebeu das mãos da presidente da junta uma tela com a sua imagem.

O programa terminou com um jantar de homenagem na Casa do Povo de Barbaído, durante o qual foram partilhadas diversas fotografias de antigos alunos e a alguns momentos de música e dança, promovidos por um grupo de antigos alunos e familiares dos mesmos.

COMENTÁRIOS

jmarques
Na semana passada
Um acto de gratidão e reconhecimento.
Agora usa-se mais bater nos professores.