Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Castelo Branco: Militar ferido em perseguição

Lídia Barata - 10/01/2018 - 15:49

GNR ficou ferido na sequência de uma perseguição a uma carrinha que não parou à ordem da patrulha que procedia a uma operação de fiscalização de rotina.

Um dos cinco ocupantes da carrinha ainda está a monte

Um militar da GNR ficou ferido ao final da manhã de quarta-feira, dia 10 de janeiro, na sequência de uma perseguição a uma carrinha que não parou à ordem da patrulha que procedia a uma operação de fiscalização de rotina, no antigo IP2, perto do cruzamento dos Maxiais, no concelho de Castelo Branco.

Perante a fuga da viatura, a GNR encetou a perseguição, mas a carrinha em causa, que transportava cinco pessoas, aparentando todas ter entre 30 a 35 anos, acabou por se despistar. Segundo informação confirmada pela GNR, os militares ainda alcançaram o condutor, mas os restantes ocupantes do veículo, três mulheres e um homem, agora detidos, agrediram os militares, um deles de forma violenta, com pedras, o que levou a que tivesse de ser assistido no Hospital Amato Lusitano, devido aos ferimentos, mas a meio da tarde já tinha tido alta.

Com esta manobra de diversão, os quatro detidos, ajudaram à fuga do quinto elemento, que ainda se encontra a monte, desconhecendo-se para já, os motivos para não terem parado à ordem da GNR e terem fugido à operação de fiscalização.

Uma testemunha no local, que prestou os primeiros socorros ao militar ferido, garantiu que houve tiros, alegadamente por parte dos fugitivos contra a GNR, tendo inclusive referido que o homem em fuga terá roubado a arma ao militar ferido, facto que, para já, a GNR não confirma.

Os quatro vão ser presentes a Tribunal, para primeiro interrogatório judicial, para que lhes sejam aplicadas as medidas de coação tidas por convenientes.

 

 

COMENTÁRIOS

Teresa
Este ano
O nosso País está sem segurança nenhuma, os políticos são os culpados disto tudo acontecer.
jmarques
Este ano
Este é o resultado da impunidade, os criminosos estão autorizados a disparar, as forças policiais é que não.
Quanto mais força retirarem às autoridades, mais estas situações se vão agravar.
Grandes legisladores/politicos que tão boas leis fazem!
jose
Este ano
normalmente essas carrinhas grandes Ford Transit transportam normalmente as crianças para acontecer o mesmo que o GNR de Loures que teve o azar de matar o menino e focou com a vida do avesso