Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Economia: Ouro e prata para azeite albicastrense

José Furtado - 19/05/2017 - 15:21

O Fio da Beira, produzido na freguesia de Sarzedas, soma quase 20 prémios em apenas dois anos. 

Marcelo Rebelo de Sousa entregou o diploma à empresa. Foto Fio da Beira

O Azeite Fio da Beira, produzido no concelho de Castelo Branco, venceu recentemente uma medalha de ouro nacional e uma de prata internacional.

O ouro foi alcançado no Concurso Nacional de Azeite Virgem 2017, no âmbito da OliValpaços - Feira Nacional de Olivicultura, com o Fio da Beira a receber a medalha na categoria de Azeite Virgem Extra DOP (Denominação de Origem Protegida).

O prémio foi atribuído pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A medalha de prata foi alcançada em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, no NYIOOC 2017, em que participaram 910 azeites de 27 países, diz em comunicado a empresa que produz o azeite, cujo lagar e olival fica no Padrão.

A sociedade criada em 2009 na freguesia de Sarzedas conta com um olival extenso e soma quase 20 prémios desde 2015, com destaque para várias medalhas de ouro e prata.

Segundo a empresa a produção do ano anterior foi fraca em quantidade, seguindo a tendência nacional.

No entanto em relação à qualidade “esta é de excelência, como se tem vindo a comprovar através dos concursos assim com no aumento do número de clientes”.

A colheita prevista para este ano é de dois milhões de quilos. Europa, Brasil e Estados Unidos da América são alguns dos mercados de exportação.

A área de produção é neste momento de 500 hectares mas dentro de dois anos esperam atingir os 700 hectares.

 

Veja a reportagem do Reconquista publicada em 2014

 

 

COMENTÁRIOS