Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Ródão: Um milhão candidatado para reflorestação

- 15/12/2017 - 9:46

Vila Velha de Ródão apresentou uma candidatura ao Portugal 2020, no valor de um milhão de euros, para a estabilização e reflorestação da área ardida no concelho, que abrangeu um total de três mil hectares.

 

Município apresentou a candidatura. Foto arquivo Reconquista

O município de Vila Velha de Ródão apresentou uma candidatura ao Portugal 2020, no valor de um milhão de euros, para a estabilização e reflorestação da área ardida no concelho, que abrangeu um total de três mil hectares, incluindo a área integrante do Parque Natural do Tejo Internacional e o Monumento Natural das Portas de Ródão.

O processo segue agora os trâmites normais de um concurso público, mas a expetativa é que no próximo ano já esteja no terreno.

Luís Pereira, presidente da Câmara Municipal, alerta, contudo que "para que dentro de 10 anos não se esteja a falar do mesmo é preciso fazer muita coisa, sobretudo ao nível da sustentabilidade florestal, que está a ser abandonada pelos proprietários por não ser rentável. Estamos a criar um divórcio entre proprietários e floresta e é preciso infletir esta tendência", uma medida que só se consegue com conhecimento real do terreno "e não com decisões tomadas sob o ar condicionado dos escritórios, porque é preciso perceber porque é que não há investimento na floresta, quando esta pode e deve ser rentável".

O autarca não esconde também a "mágoa" que sente , por ter sido dos únicos concelhos em que nunca houve uma visita, uma manifestação solidária do poder político para com este flagelo dos incêndios, exceção feita ao ministro do Ambiente que telefonou a solidarizar-se com a população de Vila Velha de Ródão.

COMENTÁRIOS