Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Tejo: Movimento avança com queixa em Bruxelas por causa da poluição

Reconquista - 20/11/2017 - 17:53

O ProTejo vai avançar com uma denúncia junto da Comissão Europeia, do Parlamento Europeu e da Procuradoria Geral da República por crime ambiental no rio Tejo.

Poluição no rio motiva novas queixas às autoridades. Foto arquivo Reconquista

O Movimento ProTejo vai avançar com uma denúncia junto da Comissão Europeia, do Parlamento Europeu e da Procuradoria Geral da República por crime ambiental e grave problema de saúde “por extrema poluição do rio Tejo que causou uma vastíssima mortandade de peixes”.

O ProTejo pretende que a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu intervenham junto dos ministérios do ambiente de Portugal e Espanha para travar a poluição neste rio ibérico e que a Confederação Hidrográfica do Tejo em Espanha “assegure o bom estado ecológico das massas de água fronteiriças e transfronteiriças”, com medidas como a eliminação da significativa carga poluente de fósforo “que tem vindo a ser detetada nas análises efetuadas na barragem de Cedillo”.

À Agência Portuguesa do Ambiente o ProTejo exige que “reveja imediatamente” a licença de rejeição de efluentes da empresa Celtejo, em Vila Velha de Ródão “estipulando um nível de produção que não exceda a capacidade de processamento de efluentes da atual ETAR”.

Também à Celtejo e à Agência Portuguesa do Ambiente é exigido que reparem os “danos ambientais”.

A decisão do ProTejo é conhecida poucos dias depois do PAN- Pessoas-Animais-Natureza ter apresentado uma queixa no Ministério Público pelo mesmo motivo. 

COMENTÁRIOS