Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Ténis: Internacionais de Castelo Branco com um campeão matemático

Artur Jorge - 09/07/2018 - 9:20

Mark Whitehouse, britânico de 25 anos, licenciado em Matemática, ganhou a final ao promissor português Nuno Borges, estudante de fisioterapia nos Estados Unidos.

Mark Whitehouse realizou um percurso surpreendente em Castelo Branco

“Não esperava nada disto. Foi uma semana fantástica em Castelo ”. Foi assim que se expressou o britânico Mark Whitehouse imediatamente após o triunfo sobre o português Nuno Borges (6/4, 6/4), na final do ITF Internacionais de Castelo Branco, realizada na tarde do último domingo no court principal do complexo tenístico do Tryp Colina do Castelo.

Foi, de facto, uma semana de sonho para este jogador de 25 anos, licenciado em Matemática. Vindo do qualifying, face ao modesto lugar que ocupa na hierarquia mundial (1326.º), Whitehouse “explicou” ao que vinha quando na primeira ronda eliminou o espanhol Pablo Vivero Gonzalez, primeiro designado e 421.º do ranking ATP. Realizou um percurso imaculado e na final não precisou mais de um hora e 15 minutos para derrotar o promissor luso Nuno Borges, vencedor de um ITF o ano passado em Idanha-a-Nova e que no dia anterior tinha sido campeão de pares ao lado de Francisco Cabral, numa final empolgante com os franceses Hugo Voljacques e Maxime Tchoutakian. Borges, estudante de fisioterapia nos Estados Unidos e medalha de bronze nas Olimpíadas Universitárias, aceitou o desfecho da final: “Foi um dia não, mas ainda bem que aconteceu hoje (domingo), caso contrário não teria chegado a esta final”, disse o jovem que eliminou nas meias-finais o conceituado Fred Gil.

MAIS DESENVOLVIMENTO NA EDIÇÃO EM PAPEL

COMENTÁRIOS