Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Economia: Maria Dias com novas instalações na zona industrial

José Júlio Cruz - 17/05/2017 - 15:23

Começou como uma empresa familiar a abastecer o mercado de frango fresco. Hoje é dirigida pelos filhos da fundadora e opera da Guarda a Torres Novas.

As novas instalações da empresa em Castelo Branco. FOTO JORNAL RECONQUISTA

A empresa albicastrense Maria Dias Lda, fornecedora de produtos alimentares, vai inaugurar as suas novas instalações na zona industrial de Castelo Branco no próximo sábado, dia 20, pelas 17H00. A empresa existe desde o início da década de 60 do século passado, opera atualmente da Guarda a Torres Novas e Alentejo e esteve muitos anos sedeada junto ao Estádio do Vale do Romeiro.

Na sua forma atual, constituída como sociedade por quotas, existe desde 1994, e é gerida pelos irmãos João Vilela e Maria dos Anjos, filhos precisamente de Maria Dias de Almeida, a fundadora da empresa.

Esta semana, ambos lembraram ao Reconquista esses tempos de antanho, onde o negócio foi iniciado com a venda de frangos frescos, abatidos pelos próprios, para abastecer o mercado de Castelo Branco. Uma operação familiar que acabou por crescer até àquilo que é hoje, uma empresa respeitada, de renome e que fatura anualmente cerca de 2,7 milhões de euros.

"Muito trabalho e a vontade de crescer fez o negócio evoluir ao longo dos anos", lembram os irmãos, acrescentando Maria dos Anjos que "o caminho foi muito longo, passei muitas noites em claro, pelo que o que hoje aqui está é fruto de um imenso trabalho no seio da família, em que toda a gente trabalhava para que o frango do dia chegasse fresco à banca do mercado".

De 1994 para cá o negócio ganhou uma dimensão mais empresarial, a oferta de produtos frescos e congelados cresceu bastante, ao ponto de hoje em dia serem mais de mil os produtos que fornecem. Com clientes em toda a região onde opera, a empresa ainda tem o frango como um dos seus principais produtos, mas as sardinhas, o bacalhau, outros peixes congelados e mariscos ajudam também a construir nos dias que correm a imagem de marca da casa. As carnes congeladas e as sobremesas encontram-se também entre as mais de mil referências disponíveis para o mercado. "Trabalhamos com todo o tipo de clientes, desde os simples supermercados a todo o canal Horeca com fornecimentos diários em viaturas próprias", referem os mesmos responsáveis.

"A nova casa que será agora inaugurada na Zona Industrial permitiu triplicar a área de armazenamento em frio e ficámos também com uma área coberta que ascende aos mil metros quadrados", explica João Vilela, dando conta ainda de que "em termos de funcionários também já somos duas dezenas".

Sobre o dia de sábado, lembra que "a inauguração será efetuada por volta das 17H00, com as autoridades locais, clientes e amigos, seguindo-se uma tarde de convívio onde não faltará a boa sardinha assada e o porco no espeto, pelo que a nossa casa está de braços abertos a todos os nossos clientes e amigos que se queiram juntar a nós e ajudar-nos a fazer deste dia um marco histórico na vida desta empresa".

COMENTÁRIOS