Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais

Tejo: Resultados das análises ficam em segredo de justiça

Reconquista - 09/02/2018 - 17:18

A medida do Departamento de Investigação e Ação Penal de Castelo Branco impede a divulgação pública dos resultados das análises à Celtejo

Justiça está a investigar a origem da poluição no rio Tejo. Foto DR

 

O Departamento de Investigação Ação Penal de Castelo Branco notificou a Inspeção Geral do Ambiente para não divulgar publicamente os resultados das análises à poluição do rio Tejo.

A Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território confirma em comunicado que foi “notificada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Castelo Branco” e que a proibição de divulgação abrange “todos os elementos já coligidos, bem como todos os demais elementos juntos e a obter relativos à investigação no âmbito do processo de inquérito”.

Este impedimento abrange “todos os órgãos, serviços, ou pessoas com contacto com o referido processo”, que estão impedidos “de divulgar quaisquer informações, designadamente elementos de prova, resultados de análises ou de outras quaisquer diligências”.

Tal como o Reconquista noticiou na semana passada o Ministério Público esteve na Celtejo, na Paper Prime e na Navigator, as três empresas do setor da produção de papel situadas em Vila Velha de Ródão.

O Ministério do Ambiente anunciou recentemente que houve dificuldades na recolha das amostras na Celtejo, o que atrasou a divulgação dos seus resultados, algo que poderá não acontecer agora que o assunto se encontra em segredo de justiça.

 

COMENTÁRIOS